sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Saber amar

                            
Não se lembrava de como era amar, queria muito lembrar, mas tinha desaprendido. Frequentava sempre bares e festas típicas de sua cidade com o seu elegante vestido azul que chegava até a metade da coxa e sempre esperava alguém. Nunca apareceu ninguém que a fez lembrar o que era amar. Às vezes alguém aparecia, mas nem era o que ela queria, eles queriam apenas diversão enquanto ela queria poder ouvir uma doce melodia cantada pelo o seu amado. Não aguentava. Fechava os olhos. Virava na medida em que a música do local tocava. Flutuava sentindo o prazer naquele seu vestido azul e assim era mais ela.


   Amanda M. Silva Estevam

5 comentários:

  1. Bonito texto, e legal a mensagem dele.
    Esse meio difícil quando as pessoas querem coisas diferentes.
    http://letrasfloresecores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, eu gostei bastante!
    Beijos
    http://onlypoison1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu estava por isso e eu não sabia como lidar com tudo. Agora está melhor, na hora certa vai aparecer alguém, melhor do que da bobeira e se apaixonar por alguém errado.

    http://s-sessaoproibida.blogspot.com.br/2016/01/tag-literaria-diferentona.html

    ResponderExcluir